Dom Farelo por essa estrada fora

Como em tudo o que criamos na cozinha, acreditamos que aquilo que fazemos com dedicação e carinho, pode transmitir aos outros as nossas sensações, pensamentos mas, principalmente, as histórias que se conjugam com os ingredientes.

O Dom Farelo foi criado à mesa. Depois de uma bela refeição, começámos a falar acerca das criações culinárias que habitualmente eu fazia e partilhava com os amigos e família.


Como somos gulosos e gostamos de partilhar essa gulodice, decidimos alargar essa experiência visual e de degustação a mais pessoas, em forma de biscoitos e bolachas.


As receitas vêm sempre do coração e das memórias de pessoas ou de situações atuais ou passadas. A farinha impõe-se como ingrediente principal e, como magia, outros ingredientes começam a juntar-se aos poucos, como personagens de uma história.

Aquilo a que nos propomos é uma mistura de dois mundos: o nosso e o de curiosos. O objetivo é que cada pessoa traga uma memória e um ingrediente que esteja associado à mesma e nós levamos o resto. A ideia é partilhar memórias e criar biscoitos ou bolachas a partir das mesmas. O resultado final transmite o que vai no coração de cada um. Experiências diferentes mas sempre muito pessoais e saborosas.

Materiais necessários:
Colheres de pau, taças para fazer a massa, rolos de massa e aventais.

Local:
Uma cozinha simpática, com luz e um forno elétrico.

Duração:
1h30m

Participantes:
Todos aqueles que tenham curiosidade em experimentar a arte de fazer biscoitos. (Mínimo 12 anos)

Preço: €5 / €3 estudantes e desempregados

3 e 4 de Agosto
Das 18h às 21h
Igreja de São Vicente
Évora