Cacique'97 & Selma Uamusse (Tributo a Nina Simone) no África Move

No primeiro dia de Agosto, a Praça do Giraldo recebe dois grandes nomes de uma só vez: Cacique'97 e Selma Uamusse.

Cacique'97 é um colectivo luso-moçambicano que dispensa apresentações e já marcou presença em prestigiados festivais. Há na sua música uma influência evidente do universo das percussões tradicionais/típicas da região em que assenta a música que produzem. Como os ‘yoruba’, ou estilos locais, como o ‘highlife’ e ‘juju’. Há as mesmas influências que se juntaram ao ‘afro-beat’  de uma época, como o ‘reggae’, o ‘jazz’, a ‘soul’ e ‘funk’.

Dia para ouvir ainda Selma Uamusse, a voz de Gospel Collective, Movimento, Wraygunn e solista nas suas interpretações em tributos, como o recentemente feito a Nina Simone que irá apresentar em Évora.

Mural Sonoro

Mural Sonoro

Música em contexto urbano diversa - Portugal, África Portuguesa, Países de expressão portuguesa.

Um projecto de Soraia Simões, que nasceu em 1976 na cidade de Coimbra.

É uma apaixonada pela música e pelas expressões culturais de vários ‘povos’ do mundo. Incide o seu estudo e trabalhos na cultura popular e nas práticas musicais de países de expressão portuguesa, especialmente, a partir do Sec XX.

Embora o seu trabalho, no terreno, se debruçe nos agentes culturais e musicais vindos de outros pontos do mundo, migrados em Portugal, tem o objectivo de conhecer toda a África portuguesa, e as suas paisagens sonoras a fundo, e tem um gosto especial por Cabo Verde onde tem família.

Pós graduada em Estudos de Música Popular pelo Departamento de Ciências Musicais, na Universidade Nova de Lisboa no ano de 2012, trabalhou em vários órgãos e edições (locais e sites específicos) com trabalhos de autora na área musical diversos.

Ainda na cidade de Coimbra, esteve dois anos em Antropologia, em Ciências de Informação entre os anos de 1999 e 2002 e passou pelo Curso Superior de Medicina Chinesa de Pedro Choy.

Envolveu-se ao longo dos últimos três anos em workshops (onde foi assistente) diversos: 'Musicoterapia', 'Música e Som, 'Música com o Corpo' .
Deu aulas na ESTAL (Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa) no segundo semestre - de 2008 a 2010 - e no Instituto Galeno (no mesmo período). Ao longo do seu percurso foi convidada pontualmente para fazer opinião de discos nacionais e contextualização teórica.

É autora de um programa de cariz documental para televisão sobre música popular em contexto diaspórico e migratório, e de um espaço na internet com a mesma génese, de nome Mural Sonoro. 'Passado-Presente, Uma Viagem ao Universo de Paulo de Carvalho' reflecte algumas das suas preocupações e problemáticas no contexto da prática musical popular de matriz urbana. A multiculturalidade - um dos aspectos mais abordados no seu trabalho - diz "patenteia-se em toda a actividade profissional do músico Paulo de Carvalho". Este seu trabalho parte de um ciclo de conversas durante quase um ano com o músico e sairá em Setembro/Outubro com o selo da Chiado Editora.

 

http://muralsonoro.tumblr.com/

Selma Uamusse

Selma Uamusse

Selma Uamusse começou a cantar profissionalmente no ano 2000 no grupo Gospel D’vine sob a direcção de Carlos Ançã e do pianista Ruben Alves, participando pontualmente nos grupos de espirituais negros Kumbaya e os African Voices, passando depois para a formação das 100 Vozes Gospel sob a direcção de Guy Destino.

Tendo colaborado em diversos projectos e universos musicais desde então, paralelamente ao projecto “Selma Uamusse Nu-Jazz Ensemble” (jazz/fusão) e “Tributo a Nina Simone” faz actualmente parte dos projectos musicais Gospel Collective, Wraygunn, Movimento, Cacique 97, Funkoffandfly, Soulbizness fazendo múltiplas colaborações com outras formações (SHOUT!, Groove4tet, Grasspopers).

Página oficial

Cacique'97

Cacique'97

Lisboa sempre foi um palco do encontro de várias culturas, em grande parte devido ao seu passado como capital de um império colonial em África e na América Latina. Hoje em dia é um caldeirão de criatividade que atrai artistas de todo o Mundo e é um espaço privilegiado onde músicos se encontram, partilham ideias e misturam ritmos. É desta mistura que, em 2005, nasce o colectivo afrobeat Cacique´97. Com músicos de origem moçambicana e portuguesa, este colectivo engloba elementos de grupos como os Cool Hipnoise, Philharmonic Weed e The Most Wanted, projectos bem conhecidos nas áreas do funk, reggae e do som afro. A paixão pela música de Fela Kuti e Tony Allen uniu estes músicos para a concretização de um objectivo comum: criar um colectivo que espelhasse a mestiçagem lisboeta, através do cruzamento do ritmo característicamente nigeriano que é o afrobeat, com a tradição musical dos países lusófonos, sempre tão presente na capital portuguesa. Os Cacique´97 pretendem dar origem a uma banda sonora global dos novos tempos sem perder o lado reivindicativo e de promoção da consciencia social característico do afrobeat.

Página Oficial

1 de Agosto
22h00
Praça do Giraldo
Évora