PANTS!

Curso de Teatro Contemporâneo e Performance Universidade Metropolitana de Manchester (MMU Cheshire)

PANTS! é uma performance criada por e sobre um grupo de estudantes do curso de licenciatura de Contemporary Theater and Performance [Teatro Contemporâneo e Performance] da Manchester Metropolitan University Cheshire. PANTS! explora o significado de viver uma fase da vida em que não somos nem crianças, nem adultos. Neste trabalho, recorremos aos Furbies, um brinquedo da década de 1990 lembrado com nostalgia, para investigar como pensamos os conceitos de infância, adolescência, paternidade, e noções de jogo e brincadeira. Os Furbies são brinquedos robóticos sociáveis que parecem ser dotados de personalidade. Estes brinquedos, comuns e populares, imitavam comportamentos de criança, gerando interacções estranhas, nas quais a criança real tem de agir como mãe do robô-criança. Em Inglaterra o conceito “pantsed” [“descuecado”] refere-se a uma provocação infantil na qual alguém, apanhando-nos desprevenidos, nos puxa as cuecas [pants] para baixo. É também um termo usado para designar uma coisa que “não é muito boa.” “Pants” é ainda o nome de um castigo comummente aplicado às crianças, e que consiste em fazê-las usar as suas cuecas como calções do uniforme de educação física, quando elas se esquecem do equipamento em casa. Jogando com todos estes significados, PANTS! toma um tom simultaneamente brincalhão, vingativo, instrutivo, e tonto. É uma performance que fala um pouco sobre quem somos e quem queremos ser. É também uma batalha de FURBY vs. Pessoa.

Performance de uma hora, sem intervalo. Falado em Inglês.

 

Colecção B

Colecção B

Colecção B, Associação Cultural é uma associação sem fins lucrativos, que sustenta o seu projecto num conjunto parcerias sólidas, angariadas ao longo do tempo. Dedica-se à criação artística e sua programação, privilegiando um método de trabalho transdisciplinar, aplicado em actividades e objectos diversos: livros, performances, exposições, encontros e plataformas de formação, entre outros.
Criada em 2000, no Alentejo, propõe-se ainda a estabelecer e consolidar relações com a paisagem natural e humana da região, desenvolvendo actividades que, através das estratégias estéticas e artísticas da associação, programam, observam, repensam, interpelam e intervêm na região, ligadas ao passado da tradição e do património, ao presente e ao futuro pela realidade que problemas sociais, financeiros, ecológicos e políticos apresentam.

28 Agosto, 23h
29 Agosto, 20h
, Igreja de São Vicente
Évora

5€ geral | 3€ estudantes e desempregados